Prefeitura Municipal de Tanquinho - Construindo um Novo Tempo

  • Cidade

Notícias

Voltar

SEMANA COMEMORATIVA AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER É REALIZADA PELAS SECRETÁRIAS DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL DE TANQUINHO


Uma programação bem diversificada foi preparada com muito carinho para o momento, palestras, distribuição de cartilhas, cursos, desfiles, distribuição de lances, aferição de pressão arterial, distribuição de brindes, oficinas dentre outras.

Para o Prefeito Luedson, comemorar essa data de grande simbolismo, é o mínimo que o Município pode fazer por essas guerreiras, que tanto lutam pela valorização do sexo feminino e muito contribuem nos mais diversos setores da sociedade.

O Prefeito Luedson, juntamente com a Primeira Dama Luciana Tavares, e as secretárias de Assistência Social Lucineide Soares e de Saúde Izenildes Silva, têm a honra de convidar a sociedade tanquinhenses, em especial às mulheres, para com suas presenças abrilhantarem o evento. Participe!

Confira abaixo a programação oficial do evento:

 

08/03 - Quarta-Feira

07:00 – Entrega de Rosas pelas ruas da cidade

08:00h – UBS Noventinha

Atividades: Palestra, dinâmicas, curso auto maquiagem,

desfile, lanche e distribuição de brindes

Ministrante: Enfermeira, Assistente Social, Nutricionista e Voluntários

Tema: Saúde da Mulher, Autoestima, Alimentação e Saúde

14:00h – Realização de Atividades no CRAS

Distribuição de Brindes, lanches, Músicas ao vivo e Palestra

Palestrante: Jacklene Cedraz – Assistente Social

 

09/03– Quinta-Feira

08:00h – UBS Olindina e Adelino

Atividades: Palestra, dinâmicas, aferição de pressão arterial,

Curso auto maquiagem, desfile, lanche e distribuição de brindes

Ministrante: Enfermeira, Assistente Social, Psicólogo e Voluntário

Tema: Prevenção, Autoestima e alimentação e bem estar

 

História do 08 de março

No Dia 08 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).